Como aumentar o vocabulário em inglês, parecer mais natural durante uma conversa e não esquecer palavras novas? Por onde começar? Que tipo de vocabulário eu devo aprender? Quais recursos devo utilizar?

Aliás, qual é real importância e motivo que faz você querer aumentar e melhorar o seu vocabulário em inglês?

Hoje, no Inglês com James! Hehehe. 

Bora lá!

13 dicas de como aumentar o vocabulário em inglês e não esquecer as palavras novas

dicas para melhorar o seu vocabulário em inglês

1. Consuma materiais e conteúdos autênticos em inglês que são relevantes para você

Primeiro: Um conteúdo ou material autêntico é que aquele mesmo conteúdo que um nativo da língua inglesa consome. Ou seja, TED Talks em inglês, podcasts, livros etc.

Afinal, é a partir destes conteúdos que você irá absorver palavras e expressões em inglês do dia a dia que realmente serão úteis para você!

Além disso, quando você for consumir este tipo de conteúdo, pense se ele tem a ver com os assuntos que mais te interessam, ou se essa estrutura será útil de alguma forma.

Até porque, se já é algo que você fala sobre e consome em portuguès, por que não em inglês?! É exatamente isso que eu chamo de contextualizar o seu aprendizado.

Portanto, se você gosta ou trabalha na área de Marketing digital (apenas uma exemplo), aprenda a falar sobre Marketing digital em inglês, minha jovem! 

Já começa procurando por um vídeo, página em uma rede social ou um blog em inglês sobre o tal assunto!

2. Escutar mais também ajuda a aumentar o vocabulário em inglês

Você sabia disso?! Pois bem, agora você sabe! 

Afinal, se você já começou a consumir conteúdo sobre os assuntos que você escolheu, tenha certeza de que você irá ouvi-los muito por aí! 

Pois essas palavras serão bem repetitivas e estarão sempre presentes quando você for consumir mais conteúdo sobre o assunto que você escolheu.

Portanto, assista vídeos e escute podcasts em inglês sobre o assunto. Tente criar o hábito de ouvir mais em inglês, todos os dias, pelos menos 30 minutos. 

Essa é, de fato, uma ótima forma de como aumentar o vocabulário em inglês!

3. Foque em palavras e expressões em inglês que você realmente irá usar

Aqui estou, mais uma vez, te mostrando a importância de contextualizar o que você consome e aprende.

Antes de sair procurando palavras aleatórias em inglês e sem contexto por aí, pense em uma frase, palavra ou até mesmo uma expressão que você sempre usa no seu dia a dia e que tenha a ver com o seu tópico escolhido. 

Lembre-se: existem infinitas palavras que pertencem à um assunto específico, ou seja, não tem necessidade de você procurar uma tonelada de palavras sobre Biomedicina, se você não estuda sobre ou faz parte da área.

Claro, não estou te “proibindo” de aprender a falar sobre algo aleatório, porém, tenha certeza de que você irá ter mais facilidade para reter aquilo que você tem mais afinidade.

Ou seja, algo que tenha contexto e faça sentido para você.

Portanto, contextualizar os conteúdos que você absorve é o melhor e o jeito mais rápido de aumentar o vocabulário em inglês!

4. Siga páginas de Memes em inglês na redes sociais

Isso mesmo! Eu prefiro e gosto de aprender me divertindo e dando risada!

Inclusive, as páginas de memes trazem contexto cultural e expressões do dia a dia que, no nosso caso, é ótimo para quem não só quer aumentar o vocabulário em inglês como também falar mais naturalmente, aprender e entender uma cultura. 

Tem algo mais contextualizado do que os vocabulário “das ruas”?! 

Obviamente que você irá se deparar com muitas gírias (o que é ótimo), expressões (melhor ainda) e até mesmo palavrões…

Mas relaxa, pois na minha opinião, mesmo que não seja de costume você usar expressões, gírias ou até mesmo palavrões, é necessário que você saiba pelo menos o que elas significam também.

Tenha em mente que, não é porque você ouve qualquer palavrão ou gíria que você deve falar também.

Porém, ainda acredito que é interessante que você conheça essas palavras.

Importante: Caso encontre alguma palavra no “Meme” que não conhece, aconselho baixar a imagem ou tirar um print da tela para fazer suas pesquisas num horário mais apropriado.

5. Mantenha suas anotações organizadas

Para as palavras novas que você for se deparando por aí, como nos Memes, livros, sites, blogs, vídeos e etc, é necessário que você anote as em algum lugar para consultá las assim que puder. 

Sem contar que é necessário manter uma certa organização com essas palavra e, até mesmo, uma caderno ou arquivo especialmente separado para essa função.

Portanto, separe suas anotações por datas, assuntos e necessidades. Dessa forma, você terá mais controle sobre o que está aprendendo.

Além disso, é sempre bom deixar essa arquivo por perto, pois nunca sabemos quando iremos precisar anotar algo novo ou, melhor ainda, dar uma revisada do que aprendemos.

6. Junte o seu vocabulário em inglês novo com o vocabulário antigo

Ao longo da sua imersão no idioma, você irá encontrar inúmeras palavras novas e, por impulso e necessidade, você irá anotar todas as que passarem por você.

Mas lembre-se que: além de manter este material e palavras em ordem, eu indico que você junte as novas expressões com as expressões antigas — aquelas que você já aprendeu e domina.

No meio disso, adicione todas ela em uma única estrutura. Por exemplo:

Estrutura que você está aprendendo ou já sabe: I need to / I have to / I want to / I will

  • Palavra nova: postpone = adiar/remarcar
  • Palavra antiga: meeting

Resultado: I need to postpone our meeting / We will need to postpone our meeting.

Certo? Faça isso com todas as estruturas e o vocabulário em inglês que você adquiriu!

Portanto, ao contextualizar o novo vocabulário a partir de frases e estruturas, você aprende a criar frases em inglês cada vez maiores e naturais.

Aliás, a diversificação de estruturas vai te ajudar a usar aquela palavra de uma forma que faça sentido, sem parecer aquelas frases clichês de cursos de inglês que você nunca irá usar.

Confie em mim. Funciona muito!

7. Aprenda palavras seguidas de contexto

A melhor forma de aprender como usar uma palavra ou expressão corretamente é com contexto!

E esse tem a ver com a outra dica lá em cima que eu dei sobre os Memes, vídeos etc. 

Isso significa que é sempre interessante ver essas palavras em uso, ou seja, dentro de uma frase durante uma conversa, pois além de você aprender como e quando usar, ainda fica mais fácil para memorizar e não esquecer mais!

Portanto, buscar exemplos em dicionários online é uma ótima forma de entender o tal do contexto.

Aliás, a próxima dica irá te ajudar muito nisso!

8. Use o Youglish para contextualizar o vocabulário

Youglish é uma plataforma que faz buscas de conteúdos em vídeo em massa, a partir da palavra que você digitar. Afinal, todos os vídeos trazem essa palavra ou expressão em contexto, fazendo com que você entenda o sentido real que ela será usada.

Para usar a ferramenta, você precisa apenas digitar a PALAVRA desejada (não frase) e escolher o sotaque que você achar mais conveniente para o que você está aprendendo. 

Você pode escolher entre: Inglês Norte Americano, Australiano e Britânico. No entanto, eu sugiro que você faça a consulta para todos os sotaques, pois irá te ajudar a consumir qualquer conteúdo da língua inglesa, independentemente da região. Inglês é inglês.

Feito isso, a plataforma irá disponibilizar vários trechos de inúmeros vídeos que contém essa palavra chave que você digitou!

Youglish também é uma ótima ferramenta para praticar a sua pronúncia em inglês. Portanto, sempre imite e tente alcançar a entonação das pessoas do vídeo em questão.

9. Tenha um dicionário bilíngue no celular

Um dicionário bilíngue irá te ajudar naquele momento onde você não faz ideia de como dizer a palavra que você pensou em português, em inglês. 

Portanto, ao procurar uma palavra a partir do português, certamente, aparecerão algumas variantes. Ou seja, sinônimos.

Logo, para saber qual você deve usar, é só você ler as frases de exemplos, ao lado. Assim, a partir do contexto, você perceberá qual é a palavra mais apropriada.

E, se você quiser um dicionário de inglês online monolíngue, eu recomendo o Longman.

Ah! Ao aprender a nova palavra, clique na caixinha de som para aprender a pronúncia. Você deve ouvir e repetir, quantas vezes for necessário.

10. Use Flashcards

Flashcards são aqueles pedaços de papel que contém uma informação específica, lembrete ou o vocabulário de algum idioma. O intuito é guardar, fixar e expor o aluno à esse vocabulário novo. 

Dessa forma, os flashcards acabam sendo um forma mais dinâmica de reter e utilizar esse informação.

Eu, particularmente, uso uma plataforma chamada Tinycards, que também faz parte do aplicativo Duolingo.

Afinal, acho mais acessível e mais organizado usar o app. Porém, se preferir, você também pode usar os flashcards em papel e andar com eles por aí. 

Pois para algumas pessoas, o material físico é mais lúdico e, de alguma forma, mais eficaz.

Fica a dica.

11. Exiba o seu novo vocabulário em inglês durante uma conversa

Agora é a hora de você mostrar que se orgulha do seu esforço e do vocabulário em inglês que você adquiriu! 

Para tal, você não precisa necessariamente conversar por voz com alguém e sim, escrever e se expressar sobre o assunto que você domina. Expresse sua opinião.

Então, tente conversar com algum amigo que também está estudando a língua e pôr em prática o seu vocabulário.

E, se possível, ensine essa pessoa. Mostre um vocabulário que seja mais útil e claro para a tal ocasião. 

Para isso, você encontra grupos no Facebook, páginas no instagram e assim vai.

Ok, meu jovem. Eu sei que é difícil, porém, isso é assunto para o outro tópico

12. Participe de meetups e conversation meetings

Tá. Mas o que são Meetups e Conversation meetings??

O Meetup é um serviço usado para organizar grupos online que realizam eventos presenciais para pessoas com interesses semelhantes.

Ou seja, no nosso caso: idiomas/inglês.

Lá você irá encontrar vários grupos e eventos dedicados à prática do inglês e vários outros idiomas.

Esse tipo de evento tem crescido bastante no Brasil, e já existe em vários estados e cidades.

Afinal, as únicas coisas que você precisa fazer são: 

ter disposição para ir até o local do evento; 

não ter medo de errar e interagir com o pessoal; 

o mais importante, não julgar outros participantes e sempre tentar ajudar quando puder; 

Simples.

Hoje, por conta da pandemia do coronavirus, esses mesmo eventos estão sendo realizados online, portanto, sendo mais acessíveis para todas as pessoas que tiveram conexão com a internet.

E, para descobrir onde e quando esses eventos acontecem, basta acessar o Meetup.com.br, criar uma conta e adicionar “idiomas” na sua seção de interesses.

Você também pode procurar por Clube Poliglota, nas redes sociais. 

Pronto. Agora, é só encontrar o evento que mais te interessa e usar o seu vocabulário em inglês!

13. Tenha aulas de inglês com o James

aulas de Inglês com James

Se você sente que teria melhores resultados tendo acompanhamento e a instrução necessária durante o seu aprendizado — então eu te convido a ter aulas particulares de inglês comigo, o James!

Nós iremos criar um plano de estudos específico, personalizado e contextualizado naquilo que você precisa melhorar, usando as melhores ferramentas e recursos durante todo a processo.

Nós iremos estruturar nossa comunicação, através da abordagem comunicativa. Ou seja, nos baseando na aquisição do idioma e a prática das 4 habilidades: Listening, speaking, writing e reading.

Se quiser saber mais, só clicar em: Aulas particulares de inglês.

Algumas besteiras sobre como aumentar o vocabulário em inglês

Já que aprendermos todas as técnicas e macetes de como aumentar o vocabulário em inglês, precisamos esclarecer algumas “besteiras” sobre o assunto.

Afinal, tenho certeza de que você já precisou falar sobre um assunto específico em inglês e acabou percebendo que aquela palavra ou expressão não era tão comum como você tinha aprendido lá no seu curso…

Claro que sim, né?! Quem nunca passou por isso?!

Não é à toa que boa parte das pessoas que viajam à um país de língua inglesa dizem que não usaram nada do que aprenderam no curso que fizeram.

Aliás, essa acaba sendo uma enorme frustração para estudantes de idiomas. Pois como sabemos, o ensino de inglês tanto no Brasil como no mundo ainda está centrado na entrega de listas, listas e mais listas de vocabulários. 

E por qual razão isso seria um problema?!

Simplesmente porque esse vocabulário não é contextualizado e, tampouco, usado em contextos reais, no seu dia a dia.

No entanto, ainda vemos muitas escolas de inglês entregando listas e mais listas aos alunos, com um vocabulário que eles nunca irão usar!

Inclusive, é mais ou menos esse cenário que encontramos por aí:

  • Lista de palavras aleatórias;
  • Falta de contextualização e uso;
  • Palavras desnecessárias;
  • Tradução excessiva das palavras;
  • Foco zero em pronúncia;
  • Criação de frases aleatórias e fora de contexto;
  • Mais algumas várias palavras soltas na aula seguinte;
  • Falta de foco, repetição e reuso do vocabulário apresentado;

E assim vai… 

Ah! Outra coisa muito comum que eu quero que você pense melhor é o hábito de ficar folheando o seu dicionário, a procura de palavras novas.

Isso traz, na verdade, exaustão e excesso de informação que, por sua vez, você não irá precisar.

Sem contar que já ouvi muito por aí que, para conversar em inglês ou em outros idiomas você precisará de, no mínimo, 10 mil palavras em seu vocabulário, ou até mais…

Inclusive, existem vários poliglotas por aí que defendem essa ideia e dizem saber quantas palavras eles geralmente conhecem em um certo idioma.

É de deixar qualquer iniciante em “choque”, não é?

Afinal, até eu fiquei espantado na primeira vez que ouvi isso, pois será que realmente existe alguém que conta ou sabe número exato de palavras que existem em seu vocabulário?

Então…eu, sinceramente, não sei! Você precisa contar a quantidade de palavras que conhece?!

E, o mais importante, todas essas 10 mil palavras são realmente contextualizadas de acordo com o que você precisa?!

Interessante. Isso dá assunto hein…

4 Motivos para aumentar o vocabulário em inglês

Como nós aprendemos como aumentar o nosso vocabulário em inglês, também é necessário falar sobre os motivos que devemos fazê-lo.

1. Comunicação

Obviamente que todos querem ter uma vasto vocabulário em inglês pelo simples fato de poder ter mais segurança ao se expressar, expor sua opinião, e simplesmente, viver aquele idioma da mesma forma como se fosse sua língua nativa!

Portanto, toda vez que precisar aprender uma nova palavra em inglês, pense diretamente na comunicação, no contexto geral.

2. Você irá melhorar a sua compreensão geral da língua inglesa

Isso é verdade, pois a maioria das pessoas não entendem o inglês falado por simplesmente não terem vocabulário suficiente!

Com um bom vocabulário contextualizado, você também irá melhorar o listening e conseguir manter uma conversa em inglês.

Por fim, ao ampliar o seu vocabulário em inglês, você será capaz de entender e aprender expressões novas e específicas, a partir do contexto. A exposição à língua faz essas coisas.

3. Você aprenderá a falar inglês naturalmente

Ao acrescentar novas palavras, expressões ou até gírias em seu vocabulário em inglês, certamente, mais natural você poderá parecer.

Afinal, você irá usar palavras reais, do dia a dia, relacionadas ao que você precisa e que, como sabemos, nativos da língua sempre usam.

Sem contar que, como aprendemos neste artigo, você irá adicionar essas palavras às estruturas que você já sabe!

Claro, para parecer mais natural enquanto fala inglês, existem alguns fatores como: pronúncia, entonação e até mesmo repertório cultural que, como também vimos aqui, podemos aprender a partir de Memes.

Por fim, ter uma boa pronúncia em inglês e entonação fazem parte do pacote!

Aliás, eu já escrevi um artigo sobre Como melhorar a pronúncia em inglês. Sugiro fortemente que você que você leia!

4. Ninguém será ofendido

Acredite ou não, mas você pode SIM, magoar muitas pessoas por usar uma expressão ou palavra de forma diferente, usando um vocabulário não tão sútil para o assunto em questão.

Isso também pode acontecer se você não estiver focando na sua pronúncia em inglês. 

Então, pense nisso!

Claro, a maioria das pessoas irão considerar e te corrigir na intenção de te ajudar; pois muitas lembrarão que você ainda está aprendendo e melhorando o seu inglês dia após dia.

Portanto, é sempre muito importante se dedicar, pesquisar e pesquisar novamente antes de qualquer coisa!

É isso. Espero que tenha aprendido quais passos devem ser tomados para aumentar o vocabulário em inglês. 

E, se possível, deixe um comentário sobre o artigo abaixo e compartilhe com que precisa!

Categorias: Autonomia

Thiago Oliveira

Professor de inglês há 7 anos, tradutor/intérprete, criador de conteúdo e apaixonado por aprender e ensinar idiomas.

14 comentários

Layse Julyanne · 2 de março de 2020 às 11:48 pm

Nossa eu amei as dicas! Mas sobre as frases aleatórias que não fazem sentido, elas pelo menos me ajudam. No curso de inglês que faço, as frases geralmente são exageradas. No pouco que estudei sobre teorias da educação, frases assim são boas pra chamar atenção e ajudar a memorizar. Mas acredito ser de cada um. No meu caso gosto do curso, mas também gosto de fazer o que você falou no texto: ler o que gosto, ouvir o que me interessa. Gosto muito de ver vídeos no YouTube em inglês, acho que é o que mais me ajuda. Mas amei mesmo o texto e as dicas de apps e dicionários ^^

    Thiago Oliveira · 3 de março de 2020 às 10:20 pm

    Muito obrigado pelo comentário, Layse! Pois é, depende de cada um, ou cada objetivo. Aliás, acredito que, no contexto que você falou sobre as frases aleatórias, seja mais para focar na estrutura. Às vezes, eu faço isso para trabalhar com uma estrutura específica. Nesse caso, somente. Novamente, muito obrigado pelo comentário. Fico mais do que feliz em ajudar!

Samira Vieira · 8 de setembro de 2019 às 8:58 am

Adorei este artigo e muito bom !

Parabéns

    Thiago Oliveira · 8 de setembro de 2019 às 11:10 am

    Hey, Samira! Tudo bem? Muito obrigado pelo comentário. Fico feliz em ajudar!

Tahis · 28 de julho de 2018 às 9:31 pm

Olá!
ótimas dicas, eu adoro essas páginas de memes e dá sim para aprender e ainda de uma forma bem humorada rs’ dicionários também são ótimos. Eu tenho muita dificuldade em guardar as palavras, sempre esqueço e me perco rs’ mas tem que treinar! ´Adorei as dicas, ótimo post!

beijos!

    Thiago Oliveira · 10 de setembro de 2019 às 2:22 pm

    Oi, Tahis! Tudo bem? Muito obrigado pelo seu comentário! Aliás, qualquer outra coisa que tenha a ver com o inglês e que você goste — é mais do que bem-vindo para te ajudar a aprender inglês. Continue assim!

Alice Martins · 18 de julho de 2018 às 1:01 pm

Oi Thiago, tudo bem?

Eu amei essas dicas para melhorar o vocabulário em inglês. Esse negócio de saber 10 mil palavras realmente assusta o iniciante, pois é uma coisa muito grande e que realmente causa impacto.
Adorei as suas dicas, realmente começar pelos memes e ter um dicionário online ajuda muito, assim como implementar as novas palavras em seu dia. Post maravilhoso!

Beijos!

    Thiago Oliveira · 10 de setembro de 2019 às 2:18 pm

    Tudo bem, Alice? Fico muito feliz que tenha gostado! Aliás, ainda estou tentando entender esse lance de 10 mil palavras, ahaha. Difícil.

Letícia Franca · 16 de julho de 2018 às 12:48 pm

10 mil palavras? Jesuis!!! Já pensou? kkkkk… só de pensar no tempo que deve gastar pra ficar contando as palavras, já fiquei com preguiça… rs

Adorei a dica sobre ver memes em inglês. Realmente ajuda bastante e é uma forma divertida de aprender.
Pra mim, é mais difícil colocar em prática porque não conheço muitas pessoas que falam inglês com quem eu possa treinar. Acho que é por isso que o meu listening é melhor que o meu speaking. Vou tentar conversar sozinha pra treinar, é o jeito kkkk

Obrigada pelas dicas. Adorei!!!

Grande beijo

    Thiago Oliveira · 10 de setembro de 2019 às 2:17 pm

    Oi, letícia! Tudo bem? Pois é! 10 mil palavras, ahahah… Apesar que, se for tudo de forma contextualizada — pode até fazer sentido. Muito obrigado pelo comentário!

Lorena Lorrane Coimbra · 16 de julho de 2018 às 10:15 am

Olá!
Gostei muito das dicas! Eu já usei um método parecido com o dicionário que você mencionou. Usei o Anki e gostei muito, passava os cards todos os dias e ajudou muito a fixar. Chegou num ponto que nem precisava conferir a tradução. Agora, as frases que eu colocava lá pegava da internet e o mais dia-a-dia possível.
Abraços!!

    Thiago Oliveira · 10 de setembro de 2019 às 2:15 pm

    Tudo bem, Lorena? Muito obrigado! Aliás, vejo muita gente falando sobre o anki. Ainda não usei, mas deve ajudar mesmo.

Daniel · 16 de maio de 2018 às 3:23 am

Depois que comecei estudar por conta própria, evolui muito mais, pois passei a escutar e assistir aquilo que gostava, e não textos e áudios prontos da escola…

Ótimo tópico, parabéns

    Thiago Oliveira · 10 de setembro de 2019 às 2:14 pm

    Pois é, Daniel! Aprendizado contextualizado é tudo! Muito obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *